Detentos da Cadeia Pública de Natividade reformam prédio do IML

Detentos da Cadeia Pública de Natividade reformam prédio do IML

Reforma durou 90 dias e foi feita de forma voluntária pelos presos.

Seis reeducandos da Cadeia Pública de Natividade, sudeste do estado, participaram da reforma do prédio do Instituto Médico Legal (IML). Os presos, foram beneficiados com a redução da pena por trabalho como prevê a Lei de Execução Penal (LEP) que garante um dia a menos para cada três dias trabalhados.

A iniciativa partiu da direção do IML que solicitou ao chefe da unidade, Paulo Jean, uma parceria para que a infraestrutura do prédio fosse reparada de maneira que todos fossem favorecidos. Os seis detentos se voluntariaram a trabalhar por 90 dias na obra desenvolvendo as atividades de pintura, ceramista e reparação de fendas e buracos.

Imagem do prédio antes da reforma (foto: Seciju)

Instituto Médico Legal de Natividade

A agente de Necrotomia do IML de Natividade, Moara Sampaio Cardoso Oliveira, falou sobre importância de um bom ambiente para que os servidores prestem um serviço público de qualidade para a sociedade e agradeceu o serviço voluntário dos reeducandos. “O trabalho realizado pelos detentos da cadeia de Natividade foi fantástico, melhoraram muito nosso ambiente de trabalho, caracterizaram o lugar pintando com as cores da polícia civil, colocaram cerâmica na cozinha, fecharam buracos na parede de repousos e consultórios. Hoje vemos uma nova imagem do nosso espaço e isso trouxe qualidade no ambiente de trabalho, transmite uma nova e melhor imagem para o público atendido”, reconheceu.

Deixe seu comentário