Justiça condena quatro homens acusados de matar instrutor de auto escola em Gurupi

Justiça condena quatro homens acusados de matar instrutor de auto escola em Gurupi

O crime foi em 2018, o instrutor Vilmar Alves Pereira foi morto com um tiro no rosto enquanto trabalhava.

Quatro homens acusados do envolvimento na morte do instrutor de auto escola, Vilmar Alves Pereira, de 48 anos, foram condenados. As penas juntas somam 67 anos.

Airton Gross foi condenado a 24 anos de prisão por homicídio qualificado. Ele seria o mandante do assassinato do instrutor. Já Lucas Pereira Batista foi condenado a 26 anos de prisão por homicídio qualificado e por roubo. Lucas foi o autor do disparo que atingiu Vilmar, o réu confessou o crime.

Pietro marques Teixeira foi condenado a 16 anos de prisão, ele teria roubado os pertences das vítimas que estavam na autoescola. O julgamento dos réus durou 20 horas.

Douglas Fernandes dos santos pegou três anos e oito meses pelos crimes de receptação e posse ilegal de arma de fogo.

O instrutor Vilmar Alves Pereira foi morto com um tiro no rosto, em março de 2018, em uma autoescola no centro de Gurupi.

Deixe seu comentário