Médico que trabalha em Peixe é preso suspeito de armazenar pornografia infantil em computador

Médico que trabalha em Peixe é preso suspeito de armazenar pornografia infantil em computador

De acordo com as investigações, ele mantinha o conteúdo sexual infantil em um computador pessoal.

A polícia já investigava o suspeito ha dois meses. Depois de uma reunir uma série de provas por meio de um sistema que rastreia acesso e download de conteúdo, os investigadores cumpriram um mando de prisão na manhã desta quarta – feira ( 19). A operação foi chamada de Rede Sombria.

O suspeito é médico na cidade de Peixe, no sul do estado, a pornografia infantil foi armazenada em um computador portátil.

A investigação está sendo feita pela Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Cibernéticos de Palmas. O médico começou a ser investigado após baixar arquivos de pornografia infantil no computador. Os peritos encontraram arquivos no computador e a polícia informou que o médico foi autuado em flagrante.

De acordo com o artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente, ” adquirir, ou armazenar fotografias e vídeos com pornografia envolvendo criança ou adolescente” é crime. A pena pode chegar a quatro anos de prisão, além do pagamento de multa.

 

Deixe seu comentário