Polícia Civil identifica e prende homem que tentou matar ex-esposa em Natividade

Polícia Civil identifica e prende homem que tentou matar ex-esposa em Natividade

Segundo a polícia Homem deu vários golpes de facão na ex-mulher na frente dos dois filhos menores do casal

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 98ª Delegacia de Natividade efetuou na manhã deste sábado, 6, a prisão de um indivíduo de 30 anos de idade. Ele é o principal suspeito de tentar matar a ex-companheira, naquela cidade, na quarta-feira, 3. A prisão foi executada mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva quando ele se apresentou na Central de Atendimento da Polícia Civil em Dianópolis.

 De acordo com o delegado Joadelson Rodrigues de Albuquerque, titular da 98ª DP e responsável pelo caso, logo após a brutal tentativa de homicídio que abalou a pacata cidade de Natividade, a Polícia Civil deu início às investigações, as quais apontaram que o ex-marido da vítima seria o responsável pelo crime. Desse modo, a autoridade policial representou junto ao Poder Judiciário da Comarca de Natividade pela prisão do suspeito, a qual foi deferida e cumprida no início da manhã deste sábado.

Conforme apurado pela Polícia Civil, o feminicídio tentado ocorreu por volta das 20 horas em uma praça pública de Natividade. O suposto autor atacou a ex-companheira na frente de seus dois filhos menores de idade que também são filhos do autor. As investigações apontaram também que o crime só não foi consumado por circunstâncias alheias a vontade do autor, uma vez que pessoas da comunidade vendo aquela cena de terror foram em defesa da vítima, uma mulher que trabalha como cabeleireira  e que se encontra hospitalizada e gravemente ferida após ter recebido pelo menos 5 golpes de facão.

Desde o dia do crime, as forças policiais empreenderam diligências com a finalidade de efetuar a prisão em flagrante do criminoso, tendo em vista a gravidade do delito cometido. Com a intensificação das investigações, os policiais civis descobriram o local onde o fugitivo estava escondido e, após contato com seu advogado, foi decidido que ele se apresentaria na Central de Flagrantes de Dianópolis neste sábado, 6, onde foi colhido seu interrogatório com a sua confissão do grave crime em apuração.

Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, o suposto autor, que segundo testemunhas é considerado muito violento, foi recolhido à Casa de Prisão Provisória de Dianópolis, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário. As investigações continuam com a finalidade de apurar todas as circunstâncias que evolveram o crime que chocou toda a comunidade local.

Deixe seu comentário