Polícia desvenda morte da mulher encontrada nas proximidades do Estádio Nilton Santos na capital

Polícia desvenda morte da mulher encontrada nas proximidades do Estádio Nilton Santos na capital

Mandado de prisão preventiva contra suspeito da autoria do crime foi cumprido nesta segunda-feira, 10.

A Polícia Civil do Tocantins, por meio da 1ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa de Palmas (1ª DHPP – Palmas), cumpriu na manhã desta segunda-feira, 10, mandado de prisão preventiva em desfavor de um homem, de 23 anos, identificado como autor do delito de homicídio qualificado contra uma mulher de 29 anos no último dia 31 de julho, por volta das 7h30, na Avenida LO-35, Quadra 1506 Sul, nas proximidades do Estádio Nilton Santos, em Palmas.

Com o reconhecimento do corpo pelos familiares na última segunda-feira, 3, a 1ª DHPP intensificou os trabalhos investigativos e localizou o suspeito do crime no dia seguinte (4 de agosto, o qual confessou a prática do delito. Segundo o autor, ele e a vítima se conheceram no dia 30 de agosto e saíram juntos. A vítima foi com o autor para uma residência e no local eles se desentenderam.

Conforme o autor, a vítima o teria agredido e, em revide, ele a esganou; depois enforcou-a com uma corda e arrastou seu corpo em uma motocicleta no intuito de escondê-lo, deixando-o na rua, após perceber que um veículo se aproximava.

Entenda o caso

O corpo da vítima foi encontrado no dia 31 de julho e apresentava sinais de esganadura, mãos e pés amarrados, trajava apenas calcinha, e com indícios de ter sido arrastado na via pública. A vítima era proveniente do interior do Estado e estava morando há dois meses na capital.

Conforme a delegada da 1ª DHPP de Palmas e responsável pelo caso, Luciana Coelho Midlej, depois dos procedimentos cabíveis, o homem foi encaminhado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Deixe seu comentário